Acesso Rápido

Aumentar Fonte Diminuir Fonte

Notícias

Carta aberta à Família Paranapuã

A história de sucesso do Curso Paranapuã e do Colégio Paranapuã, desde a sua origem é calcada no tripé: Destaque em concursos, disciplina e a famosa psicosfera (relacionamento carinhoso e respeitoso entre todos.)

Nos últimos anos a sociedade como um todo vem sofrendo uma transformação comportamental (para pior). Esse fenômeno é percebido por todas as pessoas. Dentre as Instituições, a que mais tem se ressentido dessa rápida transformação de costumes é a Escola, pois esta é um verdadeiro estuário de todos os segmentos sociais. Práticas como: uso indiscriminado de celulares e outros aparelhos eletrônicos em sala de aula por parte de alunos e até de professores, o desrespeito ao uso do uniforme, a conversa em sala de aula etc., são fatos corriqueiros hoje em dia nas escolas.

Sabemos também que estamos vivendo a fase do “politicamente correto” e de uma permissividade exagerada para com nossos jovens. As escolas acham-se “engessadas”, “acorrentadas” pelos “ECAS” e congêneres. Não que sejamos a favor da “palmatória” ou do “joelho no milho virado para a parede”, como nossos antepassados (longe disso!). Mas do jeito que a coisa vai não pode continuar. Algo precisa ser feito e o Paranapuã vai abraçar essa causa com bom senso, mas com muita coragem e energia a partir do primeiro dia de aula do próximo ano. Para isso pedimos sua compreensão e apoio.

Unidos, com certeza, venceremos.

A grande verdade é que a Escola que não ousar quebrar paradigmas, a Escola que se acovardar perante as normas que a acorrentam, só merece o título de “Depósito de alunos”. Com essa atitude, temos a certeza de estar exprimindo o sentimento de todas as “Escolas Sérias” deste país.

“Há que endurecer mas sem perder a ternura jamais”. Importante lembrar que tais medidas não significam uma mudança nas “regras do jogo”, pois já constam em nosso Boletim Informativo (págs. 11 – 16).

Todos os itens relacionados em nosso Boletim Informativo, que implicam procedimentos indispensáveis ao aluno, no que se refere à “disciplina”, em geral, continuarão sendo por nós observados e cobrados.

Os itens “uniforme”, “conversas excessivas em sala” e “uso indevido de eletrônicos durante as aulas” são inadmissíveis e seremos “implacáveis” em seu combate. Incluam-se aí ações severas junto a funcionários e/ou professores que incorrerem nos mesmos atos.

A Direção



O Paranapuã toma medidas preventivas e conta com o auxílio das famílias

» Rio de Janeiro, 22 de maio de 2014

Srs. Responsáveis,

A Sociedade Brasileira em geral, e o nosso Estado em particular, atravessa momentos de forte turbulência no seu dia a dia, com greves, quebra-quebras, assaltos, tráfego. Com a proximidade da Copa e das Eleições, a tendência é a intensificação de tais movimentos e da violência em geral. Não nos cabe aqui analisar as causas ou propor soluções para tal situação, mas, com certeza, é obrigação de uma escola séria proteger os seus discentes, tomando medidas preventivas que, com o auxílio imprescindível das famílias, minimizem os efeitos nefastos do atual quadro.

Passemos, então, a enumerar as medidas que já foram tomadas por nós, no campo da segurança:
- Instalação de câmaras de segurança;
- Reforço de iluminação;
- Contratação de segurança para acompanhar os horários de entrada e saída dos alunos;
- Requerimento ao 17º Batalhão de Polícia Militar, para a permanência de viatura nas proximidades da escola, conforme já está ocorrendo.

Iniciaremos, também, imediatamente, uma jornada de Prevenção às “Drogas” (o mal do século), ampliando o que já foi feito em anos anteriores, com palestras de especialistas e da própria Direção.

Para o êxito de nossa jornada, precisamos muito do apoio das famílias, pois, nos dias de hoje, as escolas se sentem manietadas, engessadas pelo “Politicamente Correto”, pelas Redes Sociais e por um ressentimento difuso que paira no ar, tolhendo toda e qualquer ação que se venha a tomar, mesmo que movida pela melhor das intenções.

Conclamamos a todos, portanto, para que fiquem atentos aos locais onde seus filhos vão com frequência, mudanças de hábitos e atitudes e companhias.

Agradecemos pela atenção, colocando-nos à disposição para eventuais esclarecimentos.

A Direção





Ex-aluna do Paranapuã “brilha” na “Comissão da Verdade”

» Rio de Janeiro, 24 de Novembro de 2013

Ao lado de notícias estarrecedoras no jornal de domingo, 24/11/2013, uma grata e valiosa surpresa: a participação de uma ex-aluna do Colégio Paranapuã em um capítulo importantíssimo da história do Brasil: Ana Carolina Grangeia , pedagoga e pesquisadora da Comissão da Verdade (que há seis meses busca elucidar crimes do regime militar), a quem rendemos as nossas homenagens.

Impossível não sensibilizarmos com o sucesso dessas pessoas, que frequentaram, durante muitos anos, nossas salas de aula e, ao concluírem o Ensino Médio, galgam degraus mais elevados.

Parafraseando uma propaganda de cartão de crédito, conquistas como essa não têm preço!

Veja o texto original

 

 

icone material escolar O plugin necessário para a leitura dos arquivos é gratuito e livre de "spywares", "adwares", "malwares", etc. Caso não tenha o Adobe PDF Reader instalado e atualizado, clique aqui para obter a última atualização.



Conceito A


O Paranapuã é conceito A na UERJ



Colégio Paranapuã e o Meio Ambiente


Veja a certidão: Clique aqui!



Atenção! O Colégio Paranapuã não possui "parcerias" com cursos de aulas de apoio

» Rio de Janeiro, 15 de março de 2012

Apesar das inúmeras propostas que vêm ocorrendo durante todos estes anos, informamos que não há de nossa parte relação de "parceria" com pessoas físicas ou cursinhos, visando a aulas de reforço, tira-dúvidas etc.

A nossa política para preparar os alunos dos diversos segmentos envolve inclusive o compromisso de identificar (através dos Professores, Equipe Pedagógica e Familiares) as eventuais dificuldades e trabalhá-las em nossos projetos internos (não envolvendo custos adicionais), de forma a evitar que as dúvidas acumulem e o aluno venha a se prejudicar futuramente.

Um exemplo de um de nossos projetos são as aulas de Monitoria a que todos os alunos têm direito, envolvendo as diversas disciplinas curriculares. Através da sinalização dos regentes, dos familiares ou dos próprios alunos, há a marcação de aulas em horários alternativos aos da série em curso. No momento da marcação o interessado registra o tema de suas dúvidas. O Professor responsável será notificado e buscará estratégias especiais para a aquisição e fixação daqueles conteúdos. Os resultados têm sido muito satisfatórios e o público que nos prestigia já conta com este tipo de diferencial oferecido por nós. Adotamos este procedimento por acreditarmos em sua eficácia, visto que os Professores responsáveis pelos projetos, devidamente habilitados e experientes, sob orientação das Coordenações, atuam em suas aulas de projetos com a mesma filosofia utilizada pelos demais regentes das turmas.

Face ao exposto, gostaríamos de registrar que é do nosso conhecimento que, através das Redes Sociais, alguns de nossos alunos vêm sendo abordados por terceiros, para se envolverem em aulas particulares de algumas disciplinas, inclusive com ofertas de cunho orçamentário envolvendo brindes em dinheiro. Não é a nossa intenção coibir a ação de quem quer que seja. No entanto cumpre-nos registrar que, conforme foi dito acima, não haverá, de nossa parte, nenhum "aval" para o encaminhamento desses alunos. Entre outros aspectos, acreditamos que, dependendo de quem está desenvolvendo tal atividade, o resultado pode ser muito negativo, visto que corre-se o risco de contrariar e comprometer o que está previsto em nossos planejamentos curriculares. Salientamos que há em alguns desses "pacotes" de ofertas das aulas em questão, entre outras promessas, a realização de festas, passeios etc, que descaracterizam, a nosso ver, as verdadeiras intenções de aulas de apoio.

Solicitamos que a presente mensagem seja interpretada por todos, exclusivamente, como um alerta. Por outro lado desejamos ressaltar a seriedade de nossos Projetos Internos, que podem e devem ser solicitados por todos os alunos, insistimos, sem custos adicionais.

A Direção





Esclarecimento à carta editada na coluna do Globo Ilha




ESCOLA “VIVA”,  SIM, “BARULHENTA”, NÃO.:

Em resposta à carta editada na coluna do Globo Ilha, no dia 02 de outubro, a Direção do Colégio Paranapuã faz, à Comunidade Insulana, uma prestação de contas:

Secretaria Municipal de Meio Ambiente – Relatório de Vistoria MA/CGCA/GFA/2ªGTR de 28/06/10:

“(...) e assim constatando-se que este ruído produzido no interior do estabelecimento em questão (vozes) estava dentro dos níveis permitidos pela legislação vigente(...)”.

Edgard Torres Pereira Junior, representante legal da Instituição, declarou, ainda, que todo e qualquer documento relativo às afirmações da “nota” estão à disposição dos interessados, no Colégio.

Seguem, abaixo, algumas cópias, para o conhecimento geral.


1 - Alvará de licença para estabelecimento

2 - Autorização para ministrar Ensino Fundamental e Médio - prédio 438

3 - Autorização para ministrar Ensino Fundamental e Médio - prédio 585

4 - Relatório de vistoria

5 - Legalização de obras


Comentários:

Utilizo este veículo de comunicação para fazer chegar mais rápido aos cidadãos da Ilha do Governador o meu descontentamento em relação a um infeliz comentário feito no jornal de bairro por uma transeunte.
Cabe-me aqui, agradecer a toda a equipe de professores, coordenadores e inspetores que, além de cumprirem com o seu compromisso de ensinar, exercem também o papel de educadores.
Minha filha e mais dois sobrinhos ingressaram no Colégio Paranapuã quando crianças, passaram pela adolescência neste colégio e hoje estão bem qualificados nas faculdades públicas.
Deixar minha filha crescer dentro do Colégio Paranapuã, foi para mim uma grande tranqüilidade devido a preocupação que o colégio tem em interagir com os pais as mudanças de comportamentos de nossos filhos e assim nos dando (como pais) a oportunidade de corrigi-los de imediato, caso necessário.
A minha filha, com frequência, reúne-se com seus colegas de escola em minha casa e fico muito feliz e orgulhosa de ver que tem ótimos relacionamentos. Os nossos adolescentes no Colégio Paranapuã aprendem a gostar de aprender, além de exercitarem dentro do colégio as questões de cidadania, o que está faltando em nossa sociedade.
Como é que uma pessoa que, só de passar em frente, desqualifica o colégio e chama os pais de irresponsáveis!? Caberia até um processo contra esta cidadã.

Mãe - Carla Assad
Aluna - Natalia Assad
11/10/2011



icone material escolar O plugin necessário para a leitura dos arquivos é gratuito e livre de "spywares", "adwares", "malwares", etc. Caso não tenha o Adobe PDF Reader instalado e atualizado, clique aqui para obter a última atualização.

O Paranapuã tem grandes novidades para 2012!

» Grandes novidades para 2012 - Um sonho que se torna realidade

• Quadra esportiva moderna fechada e polivalente que, além da educação física e esportes, abrigará outros eventos como palestras e atividades culturais em geral.
• Laboratório de ciências.
• Biblioteca.
• Salas de aulas novas.
• Espaço exclusivo para os menores (antigo primário).
• Outra saída para rua Anajamirim, cantina com mais conforto etc.

Tudo isso e muito mais será conseguido com as obras que terão início no imóvel adquirido ao lado do prédio 585 (da rampa).
As frases que mais se têm ouvido desde a transformação do curso Paranapuã em colégio, a partir de 2004, são: “É o melhor ensino”, “O ambiente é maravilhoso”, “Tem recorde de aprovações, mas falta espaço, mais conforto”.
A partir da conclusão das obras procuraremos oferecer muito mais conforto, sem perder as qualidades apregoadas pelos nossos alunos e seus responsáveis.





Sinpro-Rio declara ausência de registro de Reclamação Trabalhista em face do Colégio Paranapuã

» O Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio), declara ausência de registro de Reclamação Trabalhista em face do Colégio Paranapuã.

Mais informações: Clique aqui!





Mudança no ECA – Projeto de Lei 267/11

Domingo, 1 de maio de 2011

» Projeto de Lei 267/11

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), que estabelece punições para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.
Em caso de descumprimento, o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, encaminhamento à autoridade judiciária competente.

A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta como responsabilidade e dever da criança e do adolescente na condição de estudante.

Indisciplina
De acordo com a autora, a indisciplina em sala de aula tornou-se algo rotineiro nas escolas brasileiras e o número de casos de violência contra professores aumenta assustadoramente. Ela diz que, além dos episódios de violência física contra os educadores, há casos de agressões verbais, que, em muitos casos, acabam sem punição.
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: http://primasfalando.blogspot.com/2011/04/camara-analisa-projeto-de-lei-que-pune.html





Ilha Notícias registra história de sucesso do Professor Edgard.

» Na Edição do dia 08/07/11, o Jornal Ilha Notícias publicou uma matéria sobre o Professor Edgard. Na reportagem, Edgard fala da sua carreira profissional e do bom caráter e seriedade que herdou da mãe, sua trajetória, o Colégio Paranapuã e seus planos futuros.

Veja a reportagem na integra aqui: Clique aqui!





O Colégio Paranapuã apresenta os resultados de 2011

» Mais informações: Clique aqui!





Colégio Paranapuã é escolhido pelo MEC.

» Após uma minuciosa avaliação das escolas particulares junto às turmas de 3ª série do Ensino Médio, o Colégio Paranapuã foi escolhido para se submeter a testes que visam à formulação das provas do ENEM.
A testagem ocorreu no dia 06/10/10, no próprio Colégio, envolvendo todos os conteúdos programáticos, num total de 48 questões, com a presença dos fiscais do INEP (Órgão do MEC responsável pelo ENEM).

Leia o anúncio completo: Clique aqui!





Paranapuã recebe Selo de Confiança pelo Sinepe Rio.

» O Colégio Paranapuã (nome fantasia) cuja entidade mantenedora é o Colégio Helena Germano LTDA, recebe o Selo de Confiança 2010-2011; um certificado emitido pelo Sinepe Rio (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Rio de Janeiro) como merecedor da confiança da Comunidade Educacional.



Veja o certificado: Clique aqui!

Acompanhe-nos:
Copyright © 2010 - Colégio Paranapuã - Todos os direitos reservados.

Aviso!

Fechar

ATENÇÃO: AS NOTAS DO BOLETIM ESCOLAR ESTÃO SUJEITAS A ALTERAÇÕES.